Matéria

Mulheres e seus principais erros nos treinamentos

Bruno Brown – Nutricionista – CRN 09101026

Atualmente muitas mulheres têm se interessado em aumentar a sua massa muscular procurando profissionais competentes e treinando pesado, mas ainda existem muitas outras que insistem em cometer erros básicos no treinamento e principalmente na alimentação, o que acaba gerando uma frustração pois os resultados não acontecem como elas esperam.

Quando a maioria das mulheres pensa em emagrecer, já surge aquele velho pensamento: “Se matar no exercício aeróbio, fechar a boca e passar fome”. Essa combinação é péssima! Deixando apenas de comer e fazendo grande exercício aeróbio em excesso elas acham que vão perder peso? A resposta é afirmativa, porém existe uma grande diferença entre perder peso e emagrecer. Emagrecer é perder gordura. Perder peso pode ir além disso, pode ocasionar em perda de músculo e água. Fazendo essa “bendita” combinação, perde-se peso rápido, mas basicamente de líquidos e de massa muscular o que fará o metabolismo desacelerar e dificultar cada vez mais a queima de gordura. Com isso a perda de massa magra vai deixar o corpo com aspecto flácido e não em forma. É comum encontrar mulheres que perderam muito peso em um curto espaço de tempo à base de uma restrição calórica excessiva e sem orientação de treinamento resultando em um objetivo incompleto porém o corpo não corresponderá a meta almejada por elas. Pior ainda quando ocorre dessas mulheres mais magras voltarem a engordar, pesando ainda mais que antes.

O pensamento correto da mulher que procura deixar seu corpo mais bonito é “Vou fazer musculação, acrescentar exercícios aeróbios e seguir uma dieta planejada para o meu objetivo”. E não emendarem o papo de que “não quer ficar muito forte”. A musculação não deixa a mulher masculina, muito pelo contrário. As mulheres que ficam mais masculinizadas é porque procuram esse objetivo e fazem o necessário para isso, ninguém acorda musculosa do dia pra noite ou fica musculosa “sem querer”; mulheres possuem uma quantidade baixa de testosterona, o que no geral dificulta bastante os ganhos de massa muscular comparada aos homens.

Mulher pode treinar pesado SIM! E essas mulheres famosas, panicats e etc, que muitas mulheres tem referência como modelo de corpo fazem isso. Mas ainda há quem ache que elas fazem 2 horas de bicicleta por dia e vivem de água e alface. Pode ter certeza que não. Elas treinam pesado e se alimentam muito bem, com uma quantidade de comida às vezes muito superior ao que acham que elas devem comer. Muitas mulheres se queixam de resultados demorados na prática da musculação, mas essa grande maioria também faz parte daquelas que somente “freqüentam” a academia: nem transpiram e conseguem fazer todas as repetições conversando com a amiga.



Então vamos lá:
Se você na sua academia usa a mesma “ficha” durante 3 meses e passa todo esse tempo pegando o mesmo peso pode ter certeza que os resultados não irão aparecer. Ter um corpo bonito também não é sinônimo de passar fome, isso é um conceito ultrapassado. Você deve comer os alimentos certos, nas horas certas pro seu objetivo. O que funciona pra sua amiga não necessariamente vai funcionar pra você. Dieta é algo totalmente personalizado, parem de procurar dietas milagrosas em revistas nas bancas de jornal, pois não vão achar.

Um treino adequado junto com dieta e suplementação correta te ajuda a queimar gordura de uma forma mais eficiente e aumenta a sua massa muscular. Aumentar massa muscular não é fica masculinizada e sim ficar com uma perna grossa, uma bunda bonita e um abdômen com pouca gordura.

Procurem um Personal Trainer e um Nutricionista, esses são os profissionais que vão te ajudar a conquistar os resultados que você procura. Fuja de qualquer proposta que prometa te trazer resultados milagrosos em um curto prazo de tempo. Não existem atalhos. Vocês têm “o corpo” ideal em mente a ser copiado? Então treinem, se alimentem e se dediquem, as pessoas querem corpos de atletas mas não querem ter a vida de um atleta. E lembrem-se: cada um possui um biótipo físico, “fulana é fulana”, você é você. Você pode ter o corpo tão bonito quanto ou até melhor, porém igual ninguém nunca vai ser, pois somos seres únicos.

E sem esquecer que atividade física e boa alimentação não é só estética: é saúde. Resultados estéticos são consequências desse estilo de vida.



« Voltar para matérias